Já estou um pouco cansada das atitudes da minha vizinha, pensa que é tudo dela e comporta-se como se aqui não morasse mais ninguém, mas eu explico! Onde eu moro é/era uma vivenda, de um casal de idosos sem filhos, como isto era demasiado grande só para eles, dividiram a casa deles em dois, em cima ficaram os velhinhos e em baixo alugaram a uns sobrinhos. Mas há 10 anos atrás a d. O. adoeceu e não conseguia subir as escadas, então para trás, ao lado das garagens, existe um portão que é a passagem para o jardim e um pátio enorme, então construiram uma casa tipo anexos para a senhora, mas quando a casa ficou pronta ela já estava melhor, então alugaram a casa, a mim e à minha familia e já aqui estamos à 9 anos. Automáticamente do portão para trás ficou a ser nosso e dos senhorios. Em 2004 alugaram a casa debaixo a um casal jovem com um filho pequenino, e nesse mesmo ano foi dectado um cancro no senhorio que faleceu uns meses depois. Mas desde aí que essa vizinha comporta-se como se fosse tudo dela. Saíndo de carro e ter preguiça para fechar o portão, ficando assim a convidar qualquer um a entrar! Mas não é só, essa senhora vai aos shoppings buscar gatos, e quando são pequeninos mantêm-nos dentro de casa, mas quando crescem mete-os cá fora e os outros que os alimentam. Primeiro um gato preto que nós tinhamos que alimentar, mas que por andar sempre na rua ficou com tumores e faleceu, depois veio um branco, que anda aqui que parece um esqqueleto ambulante, come do que a senhoria lhe dá e dorme r na minha arrecadão. Agora tem um cinzento que já começa a andar na rua, ainda ontem ele e o branco estavam debaixo de um carro à bulha, e tem um castanho bebé. O filho dela anda sempre a tocar à minha campainha, quando estão aí amigos, tratam de vir brincar pro meu jardim, sim porque toda a parte de trás a senhoria meteu no testamento pra mim e pro meu irmão. Ela vem aqui buscar a mangueira para lavar o carro e deixa a mangueira no meio do chão! Na quinta, vesti o bikini para ir pro jardim apanhar sol, quando ela vem aqui em cuecas buscar a mangueira, teve toda a tarde com a mangueira aberta, e para me estragar os meus planos, tinha um amigo no meu portão! E depois veio aqui o jardineiro e ela andava em cuecas à beira do homem! E por último, no domingo fizeram festa de anos e montaram a mesa ao meu portão, as pessoas que vinham a minha casa tinham que passar no meio deles, e ainda pra mais viravam-se para as minhas visitas a dizer para não entrarem. Haja paciência

2 comentários:

karoxinha disse...
15 de julho de 2009 às 21:34

há pessoas q nao se enxergam mesmo... mas tu és melhor, por isso ignora...

bjinhos karinhosos
Karoxinha

laida disse...
17 de julho de 2009 às 07:35

Como de costuma dizer:
deus nos livre dos maus vizinhos...
Tem paciencia amiga!!
beijinhos